Pinacoteca do Estado de São Paulo

Autor Construtor: Arquiteto Ramos de Paula Azevedo.
Ano: 1905
Avenida Tiradentes, 141 e 173 – CEP: 01101-010 – São Paulo, SP.


Motivo do Tombamento: Por tratar-se de um monumento de interesse histórico e arquitetônico, além de ser um fino exemplar remanescente de construção em estilo neo-clássico do final do século XIX. Projeto arquitetônico do engenheiro Ramos de Azevedo, figura exponencial da arquitetura paulista da época e peça indispensável para a integridade do conjunto monumental que vai da Estação Sorocabana até o Convento da Luz neste centro urbano.

Descrição Técnica: Construído em alvenaria de tijolos, em estilo neoclássico, observa-se ainda hoje que as fachadas do edifício e a laje de forro sobre a entrada não foram concluídas, faltando o reboco. Os pisos são revestidos de mármore e de lajotas cerâmicas, as portas em madeira trabalhada e a cobertura em telhas francesas.

Histórico: O edifício da Pinacoteca do Estado foi construído diante de um processo desenvolvimentista em curso na Cidade de São Paulo em fins do século XIX e início do século XX, fruto em grande medida da prosperidade do café. É nesse contexto que novos bairros e espaços culturais foram criados para abrigar e dá vazão cultural à população imigrante. Na época de sua fundação em 1905, a região que envolve o prédio possuía uma intensa movimentação ferroviária de chegada e de partida dos trens da Estação da Luz. A edificação constituiu-se em um raro exemplo do neoclassicismo, projetado pelo engenheiro Ramos de Azevedo, o estimulador dessa tendência entre nós naquele período. Iniciou-se a sua construção em 1897, destinando-se o edifício a acolher os cursos do Liceu de Artes e Ofícios e uma futura escola de belas artes de São Paulo em área que fora anteriormente parte do Jardim Público de São Paulo, posteriormente Jardim da Luz.

Nos seus primeiros anos, a Pinacoteca ocupou uma única sala e só começou a funcionar a partir de 1911. Até então a simples reunião de algumas pinturas não chegava a identificá-la como uma entidade autônoma em relação às inúmeras atividades promovidas pelo Liceu de Artes e Ofícios. Nos anos que se sucederam a sua inauguração, o espaço da Pinacoteca foi depositária de algumas obras de artistas “pensionistas do Estado”, como José Wasth Rodrigues, Brecheret, Anita Malfatti, Alípio Dutra, Túlio Mugnaini, entre outros, que se beneficiaram de bolsa estatal, devendo, em troca, dar contas de seus progressos, trazendo desenhos e cópias dentro de uma rígida orientação acadêmica. Desse modo, as doações foram enriquecendo o acervo da Pinacoteca.

Contudo, o prédio sofreu um desvirtuamento de sua função como espaço cultural: a Secretaria de Segurança Pública requisitou toda a ala da direita para abrigar o Grupo Escolar Prudente de Moraes. Somente no final da década de 1990, o edifício sofreu uma ampla reforma com projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha dando ao museu mais antigo dessa Cidade a configuração atual.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU

Quarta a segunda, das 10h às 17h30 com permanência até as 18h.
(Possui bicicletário e estacionamento gratuito)

Ingressos : R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (estudante).
Grátis aos sábados. Crianças com até 10 anos e idosos maiores de 60 anos não pagam.
O ingresso da direito a visita nos dois endereços.

Mais informações acesse: http://www.pinacoteca.org.br
Referencias: Processo de tombamento CONDEPHAAT nº 00215/79.
Arquicultura – FAU USP

Dados do imóvel


Esferas de tombamento:  CONDEPHAAT

Áreas de envoltórias: Pinacoteca do Estado

Dados da Sub-Prefeitura: desenvolvimento_urbano

Uso_e_ocupação_solo

caracteristica de aproveitamento dos lotes da sub sé

Dados do tombamento pelo CIT : RES. 05/91 – TEO DA PINACOTECA DO ESTADO; RES. SC 24/82 – T., PELO CONDEPHAAT, DA PINACOTECA DO ESTADO; PROC. 1483-T-00 – T., PELO IPHAN, DO CONJ. HISTORICO DO BAIRRO DA LUZ; A.E. DO PORTAL DE PEDRA; DO MOSTEIRO DA IMACULADA CONCEICAO DA LUZ, ETC 

Nível de tombamento:

End. do imóvel: Avenida Tiradentes, 141 e 173 e Praça da Luz

End.Official pelo IPTU: Avenida Tiradentes, 141 e 173 e Praça da Luz

Setor/Quadra/Lote: 001/087/0001

Resoluções : Res.5/91 RES. SC 24/82

Diário Official:  Poder Executivo, 21/05/82, pgs. 12 e 13.

Número do Processo: 00215/79

 

Eu recebo as fichas de imóveis, artigos e noticias, valido e logo após público com os respectivos créditos e referências dos colaboradores. Se você quer ser um autor colaborador entre em contato conosco.