Colégio Visconde de Porto Seguro

Nome usual: Colégio Porto Seguro

Nome oficial: Colégio Visconde de Porto Seguro

Localização: Rua João Guimarães Rosa, 111 – CEP: 01303-030 – São Paulo, SP.

Autor Construtor: Arquiteto Augusto Fried.

Data da edificação: 1913.

Descrição Técnica: O edifício é representativo do período eclético em São Paulo, tendo sido concebido no estilo dos “palácios do tempo” – dos Imperadores Guilherme I e Guilherme II; consta em seu frontispício a inscrição “AD 1913” – Deustsche Shule”. Incluiu-se no tombamento a antiga edícula contemporânea à construção principal e hoje pertence ao lote vizinho.

Motivo do Tombamento: Por abrigar durante longos anos, o Colégio Visconde de Porto Seguro, antigo “Deustsche Schule”, circunstância que liga à história do ensino para a Cidade de São Paulo.

Histórico:
Os imigrantes alemães, instalados na cidade de São Paulo desde o último quartel do século XIX, sentiam a necessidade de construir um colégio que viesse atender às necessidades educacionais de seus filhos.
Diante de tal circunstância, o Colégio Visconde de Porto Seguro, antigo Deutsche Schule, foi construído em 1910 para atender os anseios dessa comunidade.
Funcionou por longos anos no edifício sito à Praça Roosevelt projetado pelo arquiteto alemão radicado no Brasil Augusto Fried.
Sob a égide do ecletismo, estilo arquitetônico eclético que vigorou no período compreendido pela República Velha (1889-1930), o edifício faz alusão aos “palácios do tempo – dos Imperadores Guilherme I e Guilherme II”.
Possuidor de dois pavimentos mais porão, o edifício conserva, ainda hoje, suas características originais. A edícula, incluída no tombamento, é contemporânea à construção principal e pertence ao lote vizinho. Em 1976, o prédio foi adquirido pelo governo estadual e restaurado.
Parte integrante de um projeto educacional, o edifício tornou-se ponto importante para o entendimento da cidade de São Paulo e do significado cultural trazido pela colônia alemã, principalmente, no que tange à história do ensino em São Paulo.
Bibliografia:
Processo de tombamento CONDEPHAAT nº 20063/76.
Acesso ao portal : http://www.arquicultura.fau.usp.br

Dados Oficiais do Bem imóvel


Esferas de tombamento: CONDEPHAAT

Áreas de envoltórias:

Dados da Sub-Prefeitura :

Nível de Preservação do Imóvel : Preservação total

End. do imóvel : Rua João Guimarães Rosa, 111 – CEP: 01303-030 – São Paulo, SP.

Resoluções: Res.03 de 08/05/1979 e Res.15 de 27/05/1980.

Diário Official:  Poder Executivo, Seção I, 09.05.1979, pg 53.

Poder Executivo, Seção I, 28.05.1980, pg 65.

Livro do Tombo Histórico: Inscrição nº 126, p. 23, 10/07/1979.

 Número do Processo: CONDEPHAAT n° 20063/76

Eu recebo as fichas de imóveis, artigos e noticias, valido e logo após público com os respectivos créditos e referências dos colaboradores. Se você quer ser um autor colaborador entre em contato conosco.